Visite o site do Pueri Domus

Blog do Pueri Domus

Educação Infantil

Conheça cinco personagens curiosos do folclore brasileiro

Por ser parte integrante da cultura de um país, a Unesco considera o folclore Patrimônio Cultural Imaterial e objeto que demanda esforços para preservação. Ao mantê-lo vivo e presente na sociedade, garantimos que as próximas gerações desfrutem o encantamento que ele tem proporcionado de geração em geração.

No Brasil, há até uma data instituída como Dia do Folclore. É em 22 de agosto, uma referência ao dia, em 1946, que foi publicada uma carta do escritor inglês William John Thoms, na revista The Atheneum e que trazia o termo criado por ele: folk (povo) e lore (conhecimento, saber).

Boitatá, Curupira, Saci, Iara, Boto Cor-de-Rosa, Lobisomem são alguns famosos personagens do folclore brasileiro, considerado um dos mais ricos do mundo. Há muitos outros, tanto que o portal Sites e Dicas traz um resumo dos principais mitos, lendas e personagens classificados por estados. Vale a pena acessá-lo para ler com as crianças as histórias.

Na lista a seguir, reunimos cinco curiosos personagens do folclore brasileiro:

Ensino bilíngue pode começar antes da alfabetização e traz inúmeros benefícios

 

img_9672

 

Ao contrário do que muita gente pensa, o aprendizado de um segundo idioma pode começar quando a criança ainda é pequena, antes mesmo da alfabetização na língua materna. É o que afirmam especialistas quando questionados se existe uma idade perfeita para começar a aprender um segundo idioma.

 

A professora de Psicologia da Educação da PUC-SP, Maria Regina Maluf, explica, na reportagem “Um bom começo”, publicada em janeiro pela Folha de S. Paulo, que “nessa fase, os pequenos já desenvolveram uma linguagem expressiva e receptiva, ou seja, conseguem compreender e se comunicar”.

 

Mas será que as crianças não acabam confundindo as duas línguas? Segundo Maria Regina, não. Ela diz, na reportagem da Folha, “que o cérebro humano é muito plástico e não mistura as línguas. Ele lida com idiomas diferenciando os sistemas”.

 

Luciana Badra, coordenadora do Global Program, programa de ensino bilíngue da Escola Pueri Domus, afirma que desde seu nascimento a criança está geneticamente preparada para compreender e falar mais de um idioma. “Primeiramente ela passa a compreender o que está sendo dito para posteriormente produzir palavras e frases no segundo idioma”, explica. “O aprendizado é feito de forma natural, assim como a aquisição de sua língua materna”, diz.

 

A coordenadora destaca que, como a criança possui grande facilidade de compreensão, pois ainda não tem filtros sociais como vergonha e medo de errar, e tem uma predisposição natural para imitação, o aprendizado da segunda língua logo pode ser evidenciado pelos pais e professores. “As crianças incorporam os dois idiomas de forma a não confundi-los”, garante.

 

No Pueri Domus, os alunos já podem ingressar no ensino bilíngue aos 18 meses completos. “No Global Program, até a transição de 3 para 4 anos os pequenos ficam na escola somente meio período e são expostos ao inglês em 90% do tempo. Apenas aulas específicas como Artes, Educação Física e Música são ministradas em português”. A partir dos 4 anos as crianças passam a ficar na escola por 8 horas com aulas 50% em português e 50% em inglês, com professores diferentes para os dois currículos.

 

Benefícios

 

De acordo com Luciana, os benefícios e vantagens para as crianças que começam a aprender uma segunda língua desde cedo são inúmeros. Ela aponta que pesquisas da Universidade de Granada, na Espanha, demonstraram que o indivíduo bilíngue desenvolve melhor a memória e a percepção, além de conseguir concentrar-se mais e tomar decisões com mais precisão. “Além disso, pesquisadores da Universidade de York, no Canadá, descobriram que falar mais de um idioma fluentemente pode retardar doenças como o Alzheimer”, diz.

 

A coordenadora ainda menciona estudos também conduzidos pela Universidade de York, que mostraram que ser bilíngue facilita o processo de letramento e de alfabetização. “As crianças se apropriam da estrutura dos dois idiomas, o que é muito relevante durante o período da educação infantil”.

 

“Entre tantos outros benefícios, não podemos deixar de citar a importância da aprendizagem do inglês para conviver neste mundo globalizado e que o aprendizado precoce favorece a aquisição de um vocabulário amplo, facilitando a leitura e a escrita”, finaliza.

 

As vantagens de aprender um segundo idioma na infância

 

“Vários estudos, entre eles os da Universidade de Harvard e de Cornell – ambos nos EUA, vêm sendo feitos acerca do bilinguismo e seus efeitos em diferentes fases do desenvolvimento humano. Os resultados mostram que há inúmeras vantagens em aprender um segundo idioma em qualquer idade. Durante a infância, especificamente, quando a neuroplasticidade cerebral e o desenvolvimento linguístico e cognitivo estão em franca ascensão, os benefícios do bilinguismo incluem aspectos tanto linguísticos quanto cognitivos. Nessa fase, o bilinguismo melhora as habilidades de pensamento crítico da criança e aumenta as proficiências verbal e matemática. Além disso, quanto mais cedo se aprende uma segunda língua, maior a flexibilidade de pensamento, criatividade, habilidade de comunicação e noção espacial. Outros aspectos como capacidade de memória, foco, e concentração também são mais desenvolvidas no indivíduo bilíngue do que no monolíngue. Quanto mais cedo a segunda língua for aprendida, maior a chance do aprendiz assimilar aspectos do sistema sonoros e aproximar seu sotaque ao de um nativo.”

Letícia Pimentel e Nina Stocco – Sproutly.com.br

De frente com o Pueri – Débora Souza

No “De frente com o Pueri” nossos colaboradores vem nos contar sua trajetória de vida, tanto pessoal quanto profissional. Assim conhecemos um pouco mais sobre os membros da nossa família Pueri Domus. Nesta semana a Débora Souza, telefonista na Unidade Verbo Divino, é quem abre seu diário e nos conta tudo.

 

IMG_6389

 

Há 16 anos começava a história de Débora Souza no Pueri Domus. Uma vaga como Auxiliar de Serviços Gerais era o seu primeiro emprego, após sua chegada de Iassú – Bahia. Com 23 anos na época, ela diz que foi muito bem acolhida pelos colaboradores e alunos, que sempre a abraçam e cumprimentam até hoje.

 

Um ano se passou e Débora foi promovida. Seu novo cargo era telefonista/recepcionista/assistente/ajudante do Pueri Domus de diversas formas. Certa vez, até uma mãe perguntou a ela “Qual seu setor? Vejo seu rostinho sempre em tantos lugares diferentes”. Segundo a Débora ela gosta desse dinamismo, de sempre ajudar no que se precisa, desde os telefonemas até receber os alunos na entrada da escola.

 

Esta baiana chegou a São Paulo com formação em Magistério no currículo e com mais alguns anos, estava formada em Pedagogia. E não para por aí. Seu próximo passo é aprender a falar Inglês, inclusive suas aulas começam a partir do mês que vem.

 

O filho, Rodrigo, estuda no Pueri Domus. Está no 7º ano, muito bem adaptado e cercado de bons amigos, segundo a mãe. Os desejos de Débora mais cultivados no momento são ver o filho formado, terminar seu curso de inglês e continuar a fazer várias delícias na cozinha, que é o seu hobby favorito.

 

“Pueri Domus, Débora, bom dia” essa é uma frase que Débora fala frequentemente, mas o que seu marido, Joilson, não esperava é que ela dissesse isso um dia desses num pulo ao acordar de um sonho. “Você dorme e acorda com o Pueri né” – disse ele e sorriu. Débora sorriu também, por que é isso, para ela o Pueri é sua segunda casa, é uma família.

Primeiro “Todo Olhar” do ano em Aldeia da Serra

Todos os anos a nossa unidade Aldeia da Serra realiza o evento “Todo Olhar”, onde reúne todos os alunos para compartilhar e celebrar conquistas deles próprios e da instituição. Desta vez o destaque foi para alunos, formados em 2014, que conseguiram a aprovação no tão temido vestibular em grandes universidades como PUC, UNICAMP, ESPM, USP e Mackenzie e também pelas ótimas colocações na prova do ENEM que superou 48 posições, desde o ano anterior, garantindo a liderança na região.

 

Para encerrar com chave de ouro tivemos a reinauguração da quadra da unidade, que passou por grandes reformas e neste dia pode ter sua faixa inaugural cortada por um aluno do Maternal II e outro do 3º ano do Ensino Médio. Demais alunos também marcaram seus primeiros gols e pontos, em lances demonstrativos, nas modalidades Basquete, Futsal e Handebol, para dar início as atividades de um longo ano de aprendizado e diversão que ainda vem pela frente.

 

DSC06103 DSC06112

Nossas Estrelas – Carolina Fagundes, a nossa colaboradora musical

10389419_499050523574748_8026597447593569462_n

 

 

“Deep Feeling” ou sentimento profundo, é o que a música e os negócios representam na vida da nossa estrela desta semana, Carolina Fagundes. Assistente do Ensino IB do Pueri Domus (Unidade Verbo Divino), Carol está na música desde que se entende por gente, tendo como influência seus pais, que são músicos, e a vocação que nasceu com ela.

 

Em 2010, Carolina se formou em Canto, mas já carregava consigo técnicas de saxofone que aprendeu na igreja que frequenta com os pais. Após as aulas, aprendeu também noções de piano, trompete e conheceu o atual marido e sócio Daniel.

 

Sócio? Sim, quando eu disse que “Deep Feeling” também era negócios para Carol, é por que este é o nome da empresa de música e assessoria para eventos do casal. Suas raízes musicais para as festas são MPB, Soul e Jazz, mas se o cliente quiser outro estilo sonoro em sua festa eles o assessoram.

 

É claro que a Carolina não poderia deixar de ter ídolos com belas vozes. Para a nossa Assistente alguns nomes são Ella Fitzgerald, Kirk Franklin, The Clark Sisters, entre outros. “Mesmo quando eu acho que não estou pensando em música eu estou pensando em música, já faz parte de mim” complementa Carol.

 

Tem vídeo da nossa estrela cantando, clica aí no link 😉

http://goo.gl/aJhL2C

 

Navegue por assunto

Twitter

Loading...

Recomendamos

Arquivos